CNH: governo estuda aumentar limite de pontos

O Palácio do Planalto anunciou algumas possíveis mudanças relacionadas à legislação de trânsito e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O presidente Jair Bolsonaro, via twitter, disse que pretende aumentar o limite dos pontos para suspender a CNH, de 20 pra 40 pontos.

Aumento da validade da CNH:

Além disso, o governo também estuda  aumentar o prazo da validade da CNH de 5 para 10 anos. Atualmente o motorista que acumula 20 pontos em infrações no intervalo de um ano tem o documento suspenso por um período entre seis meses e um ano. Outra possibilidade debatida diz respeito à revogação da obrigatoriedade do farol baixo em estradas e rodovias durante o dia. Atualmente, a  desobediência da regra é considerada uma infração média, com multa de R$130,16 e quatro pontos na carteira de habilitação.

Inclusive, o assunto, foi discutido com a presença do governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), que se mostrou favorável às duas propostas.

Segundo especialistas, a medida pode aumentar o número de infrações e de acidentes no trânsito. De acordo a Seguradora Líder, foram pagas mais de 268 mil indenizações por acidentes de trânsito no Brasil. Os dados são de janeiro a outubro de 2018. Como resultado, desse total, 32 mil são relacionadas a casos de mortes. Enquanto isso, outras 184 mil estão ligadas a casos de invalidez permanente. Em relação ao aumento do prazo da carteira, os especialistas concordam em um importante quesito: se adiar a exigência do exame médico, as consequências podem não ser positivas.

Especialistas falam sobre mudanças na CNH

Segundo dados da Escola Nacional de Seguros,”o trânsito tirou a vida de 41 mil brasileiros. Cerca de 42 mil ficaram incapacitados para o mercado de trabalho” em 2017. O levantamento estima também que os acidentes custem cerca de R$ 200 bilhões ao ano para o país.

De acordo com uma revista especializada em automóveis, entrevistou especialistas sobre o assuntos. Para o Dr. Ricardo Hegele, Diretor Científico da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, dobrar o limite da CNH a 40 pontos é “um tiro no pé”

“Se aumentar o número limite de pontos, teremos mais liberalidade para que as pessoas cometam mais infrações. O nosso trânsito já mata muito e deixa muitas pessoas sequeladas: motoristas, motociclistas e vários pedestres. Vamos aumentar o risco de acidentes e a consequência é irreversível. Certamente, esse aumento é um tiro no pé. O risco de termos um aumento de mortes é enorme”, afirma

Fonte: Revista Auto Esporte

Share This Post: