CNH: habilitação passa por novas mudanças

Depois do Detran anunciar a CNH Digital em 2018, mais mudanças aguardam o documento. A carteira de habilitação em papel não seria descartada mesmo com a chegada da digital. Não seria, hoje, ela está com os dias contados.

A partir de 2019, o documento será emitido em formato de cartão de plástico com microchip. De acordo com o Conselho Nacional de Trânsito, o novo modelo da CNH será semelhante a um cartão de crédito.

E ela terá outras funcionalidades. Como sera microchipada,  poderá ser usada, por exemplo, para pagar as tarifas do pedágio, metrô ou ônibus. Ainda segundo o Contran, o controle de acesso a prédios públicos e universidades também poderá ser feito através do cartão inteligente.

Alem disso, a CNH de plástico poderá ser usada como identidade biométrica. Já que as digitais estariam armazenadas dentro do chip, poderiam ser utilizadas para validar a identidade em bancos e serviços públicos.

Em nota, o ministro das cidades, Alexandre Baldy, explicou que o cartão inteligente reduzirá a probabilidade  de fraudes e aumentará a durabilidade do documento.

Quando a CNH inteligente será aplicada?

Os departamentos de trânsito dos estados e do Distrito Federal têm até 1º de janeiro  de 2019 para se adequar ao novo modelo. Os condutores que já são habilitados farão a troca da habilitação no momento da renovação do documento.

Valores:

Também através de nota, o ministério das cidades informou sobre valores. Segundo informações, os valores de emissão do documento serão de competência dos Detrans de cada estado.

Mudanças:

Em janeiro deste ano, o documento ganhou nova forma. Foram adicionadas novas cores, itens de segurança e a inserção de código QR impresso no verso da CNH. Em fevereiro, a CNH Digital começou a ser disponibilizada em alguns estados do país com a promessa de substituir a de papel.

Fonte:  G1 e Revista Auto Esporte

Share This Post:

Nathália Emerick