Gasolina no RJ é a mais cara do país

Má notícia para o bolso dos proprietários de veículos no estado do Rio de Janeiro A Agência Nacional do Petróleo (ANP), realizou um estudo com os preços da gasolina praticados no país. A pesquisa revelou que a gasolina vendida no Rio é a mais cara entre todas as capitais do Brasil. O estudo foi baseado no preço cobrado em 419 postos da cidade. A média dos valores ficou em de R$ 4,72. O posto mais barato da capital cobra R$ 4,25, enquanto no mais caro o litro custa R$ 5,56. Uma diferença gritante de 23,6%.

Mas a grande diferença mesmo ficou entre os postos do Rio de Janeiro para a capital que comercializa a gasolina mais barata. Em Macapá, capital do Amapá, o litro do combustível custa R$ 3,80, quase R$ 1 a menos que no Rio.

A culpa de tanta diferença cai na conta do imposto. Mais precisamente do ICMS, que é de 34%, o mais caro para gasolina em todo país. Na prática, isso significa que, no preço praticado na bomba do posto de gasolina, R$ 1,60 são apenas para pagar imposto. Por exemplo, comparação com São Paulo,  são R$ 0,60 a mais.

Crise fiscal impacta no valor da gasolina

A crise fiscal que tomou conta do país tem feito com que os governos estaduais busquem formas de reequilibrar suas finanças. Sendo assim, o ICMS é um dos principais instrumentos para aumentar a receita. Ele é hoje o principal tributo estadual, e é através do aumento da alíquota desse imposto que os Estados tentam melhorar a situação fiscal. Mas a saída tem pesado no bolso do consumidor fluminense.

Verificando os preços praticados no estado do Rio, o município que cobra mais caro pelo litro é Angra dos Reis. No município, a gasolina custa, em média, R$ 5,13. Já São João de Meriti, na Baixada, é o município com a gasolina mais barata: R$ 4,54 pelo litro. No Brasil, a média de preço da gasolina, no mês de março, foi de R$ 4,24, ou seja, R$ 0,48 a menos que a praticada na cidade do Rio de Janeiro.

O Rio de Janeiro é o maior estado produtor de petróleo do país. Ele é o responsável por 75% do total extraído no Brasil. Porém, entre os estados produtores, é o que possui a gasolina mais cara. Comparado ao Espírito Santo, estado que ocupa a segunda posição na produção de petróleo, a diferença de preço também é grande. Segundo a pesquisa da ANP, o preço médio do litro da gasolina no estado é de R$ 3,844, R$ 0,29 a menos que no Rio.

Enquanto não há nenhum aceno para a diminuição no preço da gasolina, é importante pesquisar preços. Além disso, vale ficar atento a qualidade do combustível oferecido por preços muito abaixo do praticado no mercado.

Fonte: Jornal O Dia e Jornal Extra

Share This Post:

Nathália Emerick