Preço dos combustíveis volta a subir

De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), os preços médios dos combustíveis voltaram a subir nos postos brasileiros ao longo da última semana. Em setembro, três altas foram praticadas pela Petrobrás nas refinarias.

O preço médio do diesel teve uma alta de 2,5% na última semana ante anterior, para 3,67 reais por litro. Já o da gasolina avançou 1,2% no período, para 4,368 reais por litro. O etanol teve alta de 0,9%, para 2,87 reais por litro. O diesel é combustível mais comercializado do Brasil.

Nesta sexta-feira (27) a Petrobras elevou a gasolina em 2,62% nas refinarias. Ou seja, o aumento ocorre após uma outra alta de 3,5% na semana passada. O diesel havia sofrido um aumento de 4,16% em 19 de setembro e de 2,52% em 13 de setembro. Antes disso, os dois combustíveis passaram por altas no início do mês.

Nota da Petrobrás

Por outro lado, a Petrobras explicou, através de nota, como funciona o mecanismo e as decisões de formação de preços dos combustíveis por ela vendidos.

“Nossa política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”, informou a estatal.

No ano passado, o governo anunciou fim do programa de subvenção do diesel instituído pela União. O programa de subvenção ao diesel havia sido criado pelo governo após a greve dos caminhoneiros, no fim de maio. Uma das principais reivindicações da categoria era redução no preço do combustível.

Os repasses dos ajustes no preço dos combustíveis ao consumidor final dependem de fatores. São eles impostos, margens de distribuição e mistura de biocombustíveis.

fonte: https://exame.abril.com.br/negocios/petrobras-aumenta-novamente-preco-da-gasolina-nas-refinarias/

Share This Post:

Nathália Emerick