Veículo apreendido: Detran muda regras

Proprietário de veículo apreendido no estado do Rio de Janeiro precisa ficar atento. O Detran mudou as regras para retirada dos veículos do pátio de retenção para quem optou em não pagar o Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Para retirar o veículo apreendido é necessário informar o pagamento de outras taxas. Entre elas a de emissão do CRLV e a de licenciamento, vinculando os pagamentos dos Dudas (documento único de arrecadação) ao veículo removido. Para conseguir a liberação, todas as taxas devem ser correspondentes a cada ano de exercício em débito.

Já os proprietários dos veículos que não se encaixam na descrição acima,  será necessário pagar os Dudas correspondentes a cada ano de exercício, no valor de R$ 195,02, relativo à taxa de CRLV e vistoria.

No caso dos cinco primeiros anos para veículos 0 km, de até 5 passageiros, de categoria particular e que não possuam combustível diesel, é necessário o pagamento do Duda no valor de R$ 55,72, correspondente à taxa de emissão do CRLV.

Como solicitar a retirada do veículo apreendido:

Após a quitação do débito necessário solicitar a emissão do Nada Consta do veículo. Somente assim ele poderá ser retirado do depósito. Mas não há mistério para regularizar as pendências. Para realizar a informação de pagamento, é necessário acessar o site do Detran. Em seguida clicar em “Veículo”; depois clicar em “Veículos apreendidos”; e, por fim, em “Informação de pagamento”, item 3.

Vale lembrar que o procedimento passou a ser obrigatório para a retirada de veículos dos pátios do Detran e de todos os outros órgãos acauteladores.

O proprietário do veículo que optar em pagar o IPVA e as outras taxas para reaver o veículo apreendido não precisará informar o pagamento no site do Detran.

Lembrando que a quitação do DPVAT é obrigatória e deverá ser realizada no site da Seguradora Líder.

Fonte: G1

Share This Post:

Nathália Emerick